VIVER ENFERMAGEM EM CUIDADOS INTENSIVOS

segunda-feira, 3 de julho de 2017

OS TRABALHADORES LOW-COST DO ESTADO... ENFERMEIROS POIS TÁ CLARO







Enfermeiros os trabalhadores low-cost do Estado...





ENFERMEIROS... eles são licenciados, são pós graduados, são pós licenciados e especializados, são mestrados e são doutorados... formação que custa milhares de euros... sai toda do bolso de quem as quer fazer... sai em euros e em tempo que é cada vez mais precioso... queremos ser melhores porque sabemos que o conhecimento é uma ferramenta que podemos pôr ao serviço do outro... não nos contentamos com a licenciatura de base e vamos seguindo o nosso caminho com pós graduações, cursos e especializações, mestrado e alguns (cada vez mais) chegam ao doutoramento... anos e anos a estudar e euros e euros a sair mas só mesmo a sair porque o que entra é completamente desenquadrado com o perfil técnico científico que os enfermeiros têm nos dias de hoje... enfermeiro é o profissional dentro dos trabalhadores licenciados do estado que mais mal ganha... é o trabalhador low-cost deste Estado mas com um alto nível de diferenciação que infelizmente só é reconhecido fora do país...

... este Estado decidiu desde á muito tempo eleger os enfermeiros como aqueles trabalhadores onde poderá arrecadar milhões de euros com aquilo que não paga e que não tenciona MESMO pagar... A República Portuguesa pensa que poupa euros com os enfermeiros mas na realidade não faz poupança nenhuma com eles mas sim arrecada prejuízo elevado quando ao poupar nas contratações vai gastar milhares de euros nas baixas produzidas pela sobrecarga de trabalho daqueles que trabalham em serviços com graves carências de enfermeiros... 
... o Estado Português joga dinheiro pela janela fora quando obriga jovens enfermeiros a sair do país com um elevado nível de formação ministrado nas nossas escola e oferece-os de bandeija a países mais ricos que o nosso e que de forma inteligente aproveitam esta falta de visão dos governantes Portugueses... Sonhos que poderiam florescer no seu país e que vão florescer no país de outros...
... o Estado Português pensa que poupa dinheiro com os enfermeiros não pagando aos especialistas de forma diferenciada pelo trabalho específico que realizam ou iriam realizar mas na realidade não poupa... porque esses especialistas muitas vezes não vão poder desenvolver as suas competências de especialista porque são colocados em serviços onde o que é preciso é um generalista... quem fica prejudicado é o cidadão que precisa de cuidados especializados que estão lá mas que não chegam a quem precisa... e muitas vezes em consequência disso mais dias de internamento que representam mais diárias e mais diárias que representam mais euros gastos...
... poupam mas não poupam nada quando nivelam pelo mesmo valor remuneratório enfermeiros com diferentes níveis de formação e/ou tempo de serviço... não se pode pagar o mesmo a pessoas que têm 20 anos e outras que têm um ano... como também não se pode pagar o mesmo aos que investiram na sua formação para prestar cuidados a um nível mais aprofundado... não está correcto, é uma grande desonestidade para todos mas principalmente para os utilizadores dos serviços de saúde... gato por lebre é crime...

... parece que este país é gerido, comandado por uma folha de Excel onde o número é REI... as pessoas não são números... são muito mais que isso... o que as pessoas esperam de nós é que os ajudemos a recuperar, melhorar, promover e cuidar da sua saúde... este cuidado tem de ser seguro para todos os intervenientes e ninguém pode ficar prejudicado, tanto os que são cuidados como os que  prestam esse cuidado... e não é estigmatizando uma classe tão próxima dos utentes com o rótulo low-cost que se vai minimizar os gastos em saúde... há coisas que deveriam ser prioritárias na saúde como por exemplo o Planeamento Estratégico das Unidade de Saúde bem como o controlo de gastos dessas unidades de saúde...  Há serviços hospitalares  que gastam aos milhões sem que ninguém questione porquês... Ninguém pergunta nada acerca de gastos... ninguém controla gastos... ninguém tem a ousadia de fazer esta pergunta simples "porquê que o seu serviço gastou mais nestes três primeiros meses do que os resto do hospital junto"... 

... querem poupar nos enfermeiros??? Não há dinheiro??? Claro que há, está é mal distribuído... não se pode é poupar em tostões com os enfermeiros para gastar aos milhões de forma descontrolada no resto


Este país precisa de gente que saiba o que está a fazer... Nós não queremos ser os trabalhadores low cost do Estado... não devemos nada a ninguém para ter que aceitar isso... só queremos o que é nosso...

Sidonio Faria




SE GOSTA DA PÁGINA VIVER ENFERMAGEM EM CUIDADOS INTENSIVOS
E AINDA NÃO FEZ LIKE, PODE FAZER ABAIXO.
SE JÁ FEZ, CONTINUE POR AQUI ;)

OBRIGADO A TODOS ;)


OS 10 POSTS MAIS VISTOS DE SEMPRE