VIVER ENFERMAGEM EM CUIDADOS INTENSIVOS

domingo, 17 de abril de 2016

RX TORAX NORMAL E PNEUMONIA... IMAGENS E CARACTERÍSTICAS...



RX TORAX NORMAL


Radiografia de tórax, usualmente chamada de raio-X de tórax é uma imagem semelhante a uma fotografia do coração e dos pulmões, que usa uma pequena dose de radiação para criar uma imagem. Com a radiografia de tórax avalia- se os pulmões, o tamanho e contorno do coração, mediastino, pleura, diafragma e os ossos da caixa torácica (costelas, esterno e vértebras). Esse é um dos exames médico mais realizado.
Motivos para o procedimento:

O raio X do tórax é feito para verificar doenças ou anormalidades do coração, dos pulmões, dos ossos ou vasos sanguíneos no tórax. O médico pode solicitar um raio X do tórax em resposta a determinados sintomas ou para ajudar a diagnosticar um problema médico.

Partes do corpo envolvidas

– Coração;
– Vasos sanguíneos próximos ao coração;
– Pulmões;
– Costelas e outros ossos.

Entre os sintomas que podem requerer um raio X do tórax estão:

– Tosse intensa ou persistente;
– Dor no peito;
– Lesão no tórax;
– Tosse com sangue;
– Febre;
– Falta de ar;
– Quedas.




PNEUMONIA

A pneumonia aguda é uma inflamação do pulmão que pode ser causada por diversos organismos, geralmente bactérias e vírus. Independentemente da sua origem, as pneumonias tendem a produzir um de três padrões radiográficos básicos.


A pneumonia alveolar ou do espaço aéreo, cujo exemplo é a pneumonia pneumocócica, é produzida por um organismo que causa um exsudado inflamatório que substitui o ar dos alvéolos, de modo que a parte afectada do pulmão não contém ar, aparecendo solidificada. A inflamação dissemina-se de um alvéolo ao seguinte através de canais de comunicação e pode afectar um lóbulo pulmonar completo ou mesmo todo o pulmão. A consolidação do parênquima pulmonar com escassa ou nula repercussão sobre as vias aéreas produz o sinal do broncograma aéreo característico. O forte contraste entre o ar da árvore bronquial e o parênquima pulmonar circundante, que não contém ar, permite que a coluna de ar bronquial, normalmente invisível, se possa visualizar na radiografia. O aparecimento de um broncograma aéreo requer a presença de ar dentro da árvore bronquial, implicando que o bronquio não esteja totalmente ocluido na sua origem. Um broncograma aéreo exclui uma lesão pleural ou mediastínica, uma vez que nestas regiões não existem brônquios. Dado que o ar alveolar é substituido por uma quantidade igual ou quase igual de exsudado inflamatório, e como as vias respiratórias que conduzem às regiões afectadas do pulmão permanecem abertas, a pneumonia alveolar não evidencia uma perda de volume. Fonte: http://radiologiax.blogspot.pt/2006/03/pneumonia.html




A broncopneumonia, exemplificada pela infecção estafilocócica, é primáriamente uma inflamação que se origina nas vias aéreas e se dissemina aos alvéolos vizinhos. Uma vez que a disseminação alveolar nos espaços aéreos periféricos é mínima, a inflamação tende a produzir pequenas zonas de consolidação que se podem visualizar por todo o pulmão, mas que estão separados entre si por abundante tecido pulmonar que contém ar. A inflamação bronquial que produz a obstrução da via respiratória leva ao aparecimento de atelectasias com perda de volume, não se visualizando broncogramas aéreos.
 Fonte: http://radiologiax.blogspot.pt/2006/03/pneumonia.html











A pneumonia intersticial pode ser o resultado de uma infecção por micoplasma ou vírus. Neste tipo de pneumonia o processo inflamatório afecta predominantemente as paredes alveolares e as estruturas intersticiais, produzindo um padrão reticular ou linear. Quando se estuda o final da sua evolução, o interstício engrossado pode aparecer sob a forma de múltiplos nódulos pequenos e densos.A inflamação extensa do pulmão pode originar um padrão misto de pneumonia alveolar, bronquial e intersticial.
 http://radiologiax.blogspot.pt/2006/03/pneumonia.htm

 
Pneumonia por Aspiração
A aspiração de conteúdo gástrico ou esofágico para o pulmão pode dar lugar a uma pneumonia. A aspiração de material esofágico pode ocorrer em pacientes com obstrução esofágica (tumor, estenose, acalasia), diverticulos (de Zenker) ou alterações neuromusculares da deglutição. A aspiração de conteúdo gástrico porde estar relacionada com anestesia geral, traqueostomia, coma ou traumatismo. Ambos os tipos de aspiração provocam múltiplas condensações alveolares que podem distribuir-se de modo difuso e amplo através de ambos os pulmões. Devido à distribuição anatómica dos campos pulmonares estar afectada pela gravidadem os segmentos posteriores dos lóbulos superior e inferior são os que se afectam com mais frequência, sobretudo em pacientes debilitados ou acamados. O diagnóstico precoce da pneumonia por aspiração e a rápira instauração de tratamento com corticóides e antibióticos são essenciais para melhorar o prognóstico deste processo, que de outro modo seria grave.


 http://radiologiax.blogspot.pt/2006/03/pneumonia.htm






SE GOSTA DA PÁGINA VIVER ENFERMAGEM EM CUIDADOS INTENSIVOS
E AINDA NÃO FEZ LIKE, PODE FAZER ABAIXO.
SE JÁ FEZ, CONTINUE POR AQUI ;)

OBRIGADO A TODOS ;)


OS 10 POSTS MAIS VISTOS DE SEMPRE