VIVER ENFERMAGEM EM CUIDADOS INTENSIVOS

sexta-feira, 13 de maio de 2016

PEG - GASTROSTOMIA ENDOSCOPICA PERCUTANEA...3 VIDEOS



GASTROSTOMIA ENDOSCÓPICA PERCUTÂNEA





SONDA DE GASTROSTOMIA






CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO





GASTROSTOMIA E CUIDADOS DE ENFERMAGEM

A gastrostomia é um procedimento cirúrgico realizado para criar uma abertura no estômago com o propósito de administrar alimentos e líquidos.

ASPECTOS A CONSIDERAR

Atender as necessidades nutricionais: O primeiro alimento líquido é administrado logo após a cirurgia geralmente consiste em água e 10% de glicose. Inicialmente são fornecidos somente 30 a 60 ml de cada vez, mas a quantidade é aumentada gradualmente. No segundo dia, de 180 a 240 ml podem ser dados de uma só vez, se forem tolerados e não houver vazamento de líquidos ao redor da sonda. Líquidos calóricos são adicionados gradualmente. Alimentos batidos no liquidificador são adicionados gradualmente aos líqiuidos claros até que uma dieta completa seja alcançada.

Prestar cuidados á sonda no sentido de prevenir infecção: Após a alimentação, a abertura da sonda deve ser coberta com um quadrado de gaze estéril segura por um elástico ou tira de esparadrapo.

Prestar cuidados á pele: A pele em volta da gastrostomia requer um cuidado especial, porque pode ficar irritada pela ação enzimática dos sucos gástricos que vazam ao redor da sonda. Se não for tratada fica macerada, vermelha, ferida e dolorida. É necessário lavar a área ao redor da sonda com água e sabão diariamente.
Caso seja necessário pode ao redor da sonda aplicar um quadrado adesivo para manter a integridade da pele, protegendo-a contra as secreções gástricas.

Ajudar na adaptação da imagem corporal: Um membro na família pode surgir como pessoa de apoio importante, que se tornará o principal comunicador entre o paciente e o pessoal da equipe de saúde.

Despiste precoce de complicações: infecção de ferida, celulite no local da ferida, abscesso, sangramento.

Educar o paciente: mostrar ao paciente como checar o resíduo gástrico antes da alimentação. Orientar o paciente a desobstruir a sonda pela administração de água a temperatura ambiente, antes da alimentação e após, para lavar a sonda e livra-la de partículas alimentares, que podem decompor-se deixadas na sonda. Todas as alimentações são dadas a temperatura ambiente ou próxima à temperatura do corpo. Uma alimentação de 300 a 500 ml geralmente é dada cada refeição e requer de 10 a 15 minutos ao todo. Manter a cabeceira da cama elevada por pelo menos meia hora após a alimentação facilita a digestão e diminui o risco de aspiração.

Ligação Referencia em:



SE GOSTA DA PÁGINA VIVER ENFERMAGEM EM CUIDADOS INTENSIVOS
E AINDA NÃO FEZ LIKE, PODE FAZER ABAIXO.
SE JÁ FEZ, CONTINUE POR AQUI ;)

OBRIGADO A TODOS ;)


OS 10 POSTS MAIS VISTOS DE SEMPRE