VIVER ENFERMAGEM EM CUIDADOS INTENSIVOS

domingo, 21 de fevereiro de 2016

CARTA PARA JACK... PORQUÊ JACK? ... QUERO MEU PAI DE VOLTA...



UMA CARTA... 

Tarde sombria e fria de Domingo... venho de uma noite... hoje o dia não correu particularmente bem...
acabo de ver uma partilha de uma amiga que... sinceramente... 
...que vídeo mais... ;(
... tocou-me mesmo...  
...trata-se de uma carta de uma criança a uma conhecida marca de wisky a quem pergunta o porquê, os porquês... Porquê Jack???? Porquê que roubaste o meu pai... Vídeo lindo, que poder esta mensagem tem...

Dou por mim a pensar quantas e quantas crianças fazem estas perguntas... quantas crianças deveriam ter colo, protecção, segurança e AMOR por parte daqueles que naturalmente deveriam proporcionar todas estas coisas... quantas sofrem secretamente...

Este filme que também partilho não tem um final feliz... não... não tem... esta carta foi escrita nas vésperas desta criança ter sido fatalmente agredida por aquele que a deveria defender de todas as ameaças, por aquele que deveria ama-la mais que tudo... 
... esta criança morreu vítima do Jack que tomou conta da vida do seu pai... que fez dele um assassino, que fez dele um pai sem filha, morta pelas suas mãos para todo o sempre...

Triste, mesmo triste dá que pensar...
... penso no papel que nós enfermeiros poderemos ter, e temos... na prevenção, tratamento e promoção da saúde da nossa população e mais especificamente nesta área tão difícil de intervir...
O alcoolismo é uma dependência e como todas as dependências é terrível e difícil a sua recuperação, não impossível... mas difícil...
O facto do alcool de ser uma droga de aceso livre e fácil, o facto de ser socialmente aceite, o facto de no nosso país estar ainda enraizada na nossa cultura, torna tudo muito mais difícil... é verdade...

A todos os colegas que exercem nesta área, que lutam nas mais diferentes áreas do exercício directa e indirectamente contra este flagelo, deixo aqui um abraço, fazendo votos que sejam bem sucedidos na sua missão

A todas as crianças sem voz, que não escrevem cartas, que sofrem silenciosamente por aquilo que os Jacks, os Jonhnis, os Cuttys e so on... fazem ao seus pais e a elas próprias... para essas crianças um abraço cheio de AMOR.

A todos os que padecem desta terrível doença e que nos seus momentos de lucidez pensam nem que por breves instantes em se libertar desta escravatura digo: Vão em frente, sim é possível ... procurem ajuda porque nunca é tarde para ser feliz fazendo os outros felizes.

DEIXO AQUI O VÍDEO






OS 10 POSTS MAIS VISTOS DE SEMPRE