VIVER ENFERMAGEM EM CUIDADOS INTENSIVOS

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

PRODUTIVIDADE COMO FOCO DO SNS ... PREJUDICA OS DOENTES...

Acabo de ler no Publico um artigo que sinceramente apesar de ser uma constatação baseada num estudo realizado, na realidade não me causa a mínima admiração...
...diz o Publico que: 


... mas então qual é a novidade? ...

...Se na saúde os números são a prioridade, são o foco principal de atenção é lógico que números e cuidados humanizados e centrados na pessoa que procura os cuidados não passarão de uma miragem... Certo?... então vamos lá ver: equipas desfalcadas porque não existem supostamente números para contratar mais números que por sua vez tratariam e cuidariam de um determinado numero de pessoas ... é lógico que se o objectivo fôr fazer muito com cada vez menos, então algo será descurado porque a produção exigida assim obriga... simplesmente porque não há tempo, porque as tarefas a executar para além de serem em grande volume são normalmente complexas e exigem por parte de quem cuida muita dedicação e implicam grande desgaste físico e psicológico nestes profissionais que são também pessoas...

Os Hospitais não são linhas de montagem nem uma qualquer cooperativa de produtos hortícolas onde  a regra é dar muito lucro com o menor gasto possível... não dá... não é por aí... 
...Nos hospitais o produto é saúde... é isso ... Saúde... e para recuperar a saúde é necessário um atendimento global, personalizado/individualizado onde aqueles que vão ser alvo dos cuidados deverão ser incluídos nesses cuidados e nos processos de tomada de decisão... para isso é necessário que os recursos humanos sejam em numero suficiente, com racios adequados às necessidades, e para além disso esses profissionais têm de gozar de boas condições no exercício, têm de estar comprometidos e envolvidos com os objetivos e projectos da organização, têm de estar motivados... e estar motivado... é sentir que não é um numero, só mais um numero... temos de sentir que na nossa individualidade somos também aquele que atenderá de forma única o outro no seu todo... Isso tem de fazer sentido para cada um de nós... Tem de valer a pena fazer bem o que tem de ser feito... E estar motivado é sentir-se realizado com o bem que faz, fazendo bem o que tem de fazer ;)
Abraço ;)

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/livro-alerta-que-foco-em-indicadores-e-tempos-de-consulta-prejudica-os-doentes-1723604



OS 10 POSTS MAIS VISTOS DE SEMPRE